A menina que não sabia ler - Jonh Harding





Autor: John Harding
Editora: LeYa
ISBN: 9788562936111
Ano: 2010
Páginas: 282
Avaliação: 4/5
Sinopse: 1891. Nova Inglaterra. Em uma distante e escura mansão, onde nada é o que parece, a pequena Florence é negligenciada pelo seu tutor e tio. Guardada como um brinquedo, a menina passa seus dias perambulando pelos corredores e inventando histórias que conta a si mesma, em uma rotina tediosa e desinteressante. Até que um dia Florence encontra a biblioteca proibida da mansão. E passa a devorar os livros em segredo. Mas existem mistérios naquela casa que jamais deveriam ser revelados. Quem eram seus pais? Por que Florence sonha sempre com uma misteriosa mulher ameaçando Giles, seu irmão caçula? O que esconde a Srta. Taylor? E por que o tio a proibiu de ler? Florence precisa reunir todas as pistas possíveis e encontrar respostas que ajudem a defender seu irmão e preservar sua paixão secreta pelos livros - únicos companheiros e confidentes - antes que alguém descubra quem ousou abrir as portas do mundo literário. Ou será que tudo isso não seria somente delírios de uma jovem com muita imaginação?


Esse livro mexeu bastante comigo, o título em si não tem muito haver com a história pois é uma parte muito pequena do que realmente interessa. Florence a protagonista da história e criada junto com seu irmão Giles, por uma preceptora, a qual a garota guarda inúmeras desconfianças. Impedida de aprender a ler a menina passa a visitar a biblioteca escondida, e lá ela descobre um mundo de palavras, entre outras coisas.

"-Ela não está aqui, sua tonta. O que estaria fazendo aqui? A menina não sabe ler. Nunca lhe permitiram."

Florence nos deixa com dúvidas em vários momentos do livro. Narrado em primeira pessoa, não sabemos ao certo se alguns fatos são reais ou parte da grande imaginação da menina. E o que a principio parece um livro tranquilo, romântico até, pela relação entre uma menina e os livros que lhe são proibidos, torna-se uma história sombria e com muito suspense.



A história é muito boa, principalmente pelo fato de seguir por um caminho inimaginável, confesso que ao comprar o livro jamais pensei que seguiria pelo caminho do suspense. A escrita do autor é fluída e cativante, fiquei presa durante toda a leitura, ansiosa para o desfecho!

O que deixou a desejar foi o fato da história terminar com várias pontas soltas, muitas coisas ficam no ar, a critério do leitor explicá-las. Ainda mais com o final chocante, para dizer o minimo, que a obra teve. Sugiro que leiam para tirarem suas próprias conclusões.

"Não podia entregar-me demais às palavras que flutuavam diante dos meus olhos e na minha cabeça e desconcentrar-me do meus destino"


Eu particularmente gostei e recomendo. Estou até agora com um frio na espinha e em dúvida sobre o final que o autor deu para a trama.

Por hoje é só, beijos e até a próxima.

2 Comentários

  1. Olá
    Criei uma relação de amor e ódio com esse livro, amor pq fiquei encantada com o rumo da história, totalmente diferente do que imaginei e ódio pq esperava algo bem diferente, mas parecido com A Menina que Roubava Livros, fiquei um pouco decepcionada. Gostei da sua resenha e concordo com tudo que vc disse.

    Aproveito para divulgar meu blog http://lilianejessica.blogspot.com.br/

    Aguardo sua visitinha :)

    ResponderExcluir
  2. Eu comprei esse livro a pouco tempo e esta na minha lista de leitura, fiquei meio receosa em ler agora, mas ao mesmo tempo fiquei ainda mais curiosa...
    Beijos, Giu

    ResponderExcluir