{Resenha} Terras Metálicas

Olá pessoal, hoje trago mais uma resenha para vocês.

Terras Metálicas


Autor: Renato C Nonato
Editora: Novo Século
ISBN: 9788576797968
Ano: 2012
Páginas: 616
Avaliação: 5/5 favorito
Sinopse: A Última Guerra lavou a atmosfera com uma massa nuclear, tornando-a incapaz de sustentar a vida. Para continuar sobrevivendo, a humanidade precisou se adaptar, isolando-se numa atmosfera artificial: a Esfera, local onde tem se mantido com o passar das gerações. A utopia da sociedade reinou desde então, com a paz sendo mantida com mão de ferro pela Elite. Mas essa paz pode acabar… Raquel é uma recém-formada em primeiro nível na Academia, que passa seu tempo livre entre Saturno – o parque temático da Esfera – e divagações sobre seu sonho de voar. Ao iniciar uma nova etapa de vida, ela vai encarar a cerimônia de implante que pode tornar esse sonho realidade, se a habilidade dos Túneis lhe for conferida. Mas essa nova etapa também vai levá-la por caminhos perigosos… Raquel descobrirá que o IA, responsável por todos os sistemas de sobrevivência da Esfera, está com os dias contados. Como manter a sanidade sabendo que a vida tal qual você conhece está para acabar? Raquel ainda não tem essa resposta, mas vai precisar encontrá-la. E para isso ela precisará, mais do que nunca, da ajuda de seus amigos… Tashi, Tales, Ângelo, Camila, Liceu, Isabela e Nirvana lhe darão sustentação quando tudo o mais na utópica Esfera estiver ruindo.

Uma das melhores leituras de 2013, Terras Metálicas já virou favorito. 
A aventura com Raquel e cia começa no dia da cerimônia de implante, não vou entrar em detalhes sobre a cerimônia para não entregar as surpresas da leitura, como já foi mostrado na sinopse, o mundo em que os jovens Raquel, Tales, Ângelo, Camila e Isabela vivem pode acabar, e como o mundo que conhecemos não existe mais, tudo o que se sabe sobre, é que existiu um gigante azul e as terras verdes, então eles, leia-se Raquel principalmente, querem fazer tudo que estiver ao alcance para ajudar. 
Raquel é uma personagem forte, que não se intimida, esquentadinha, mas que não seria nada sem os amigos.  Essa turma encara altas aventuras, com seus tachis, que são muito fofos, eu quero um tachi para mim *__*.
Me encantei com a escrita do autor, com o mundo que ele criou, cada detalhe foi pensado, não escapou nada, até o fato de animais ou comida como conhecemos não existirem mais, e na esfera tudo isso não passar de lenda, muita pesquisa foi feita e é tudo muito bem explicado. E os personagens, são muito cativantes, ao ler Terras Metálicas, me senti fazendo parte do grupo, como se eu estivesse ao lado deles em cada momento,
Aqui as pessoas não são o que parecem, não se sabe as intenções de cada um, só o que é essencial é descobrir um modo de sobreviver em meio ao caos. 
História mais que recomendada para quem curte distópia, suspense e aventura, com uma narrativa envolvente a leitura flui rapidamente, fazendo as mais de 600 páginas voarem.
A novo século está de parabéns por investir em mais um ótimo nacional. E tenho que admitir estou louca pela continuação.


Por hoje é só pessoal, beijos e até a próxima.

4 Comentários

  1. Olá Jéssica.
    Caramba! Vc aguçou a minha curiosidade e me fez lembrar de "A Ilha das três Sereias" de Irving Wallace, não sei bem te explicar porque, mas vou até reler e dessa vez para resenhar. Aff falo demais! rs
    Curtir muito a resenha.
    Bjs
    http://mundoliterando.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. O livro parece muito legal, a capa que não me chamou muita atenção. Sei lá =/
    Ótima resenha! Beijo

    ResponderExcluir
  3. Olá Jéssica! hummmmmmmmm interessei pelo livro. A literatura nacional vem dando um show. Entrará para a lista dos desejados. bjs
    Eykler

    www.aghridoce.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Eu acabei de ler esse livro! E é muito bom mesmo! Somos dois!! Agora eu também estou louco para a continuação! Aquele final foi perfeito e fiquei com um gostinho de quero mais =/

    http://devoradores-de-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir