Avisos de Gatilho, minha experiência e Setembro Amarelo

Demorei um pouco para conseguir formar uma opinião sobre os avisos de gatilhos, gatilhos são qualquer situações que mexam com o piscológico de um individuo e faço-o sentir-se mal, traga desconforto ou reavive experiências desconfortáveis, para dizer o minimo. Desde livros a séries de TV, filmes, fotografias, peças de teatro, campanhas publicitárias e basicamente qualquer coisa que tenha uma audiência: tudo é passível de TW ( aviso de gatilho).


Atualmente fala-se muito da responsabilidade de cada uma ao repassar informações ou mesmo criar conteúdo, justamente por isso, você não sabe o quanto algo pode impactar o outro. Vivemos em uma sociedade profundamente doente, na qual a maioria da população necessita de ajuda psicológica, são muitos os traumas e males incrustados tanto individual, quanto coletivamente, e é aí que mora o perigo. 

Quanto mais informação disseminada mais espera-se que haja conscientização, mais espera-se criar meios para promover a valorização da saúde mental que as pessoas procurem ajuda. O Bem-estar de cada um influência no Bem-Estar coletivo.
 Mas por qual motivo eu estou falando isso tudo?

Não há como prevenir 100% a forma como algo pode impactar o outro, e também depende muito de cada um buscar ajuda, tentar melhorar para que cada vez menos o externo influencie no interno. Vou exemplificar, Minha mãe faleceu no começo do ano de um GBM, Gliolastoma Multiforme, um tipo de câncer no cérebro, e esbarrei em 2 livros que citaram o assunto, de forma despretensiosa essa doença foi mencionada no texto e isso foi baque e tanto para mim, que não estava esperando. Certamente teria passado longe desse tipo de leitura se eu soubesse!

Temáticas mais pesadas sempre me chamaram atenção mas causam desconforto, procuro evitar, ainda mais atualmente, é preciso reconhecer quando não estamos bem o suficiente e buscar ajuda em casa ou profissional. Por isso é tão necessário conter avisos, mas mais do que aviso de conteúdo explicito e violento, certas doenças poderiam também ser avisadas.  Falando assim parece até mesmo para mim impossível alertar de tudo, não tem como se proteger do mundo, por isso a importância de se cuidar, de se fortalecer. Essa situação que vivenciei com a minha mãe me causou um trauma muito grande e venho tentando dia após dia, não fazer disso o centro da minha vida, tenho tentando me fortalecer e não enlouquecer a cada vez que eu der de cara com ela por ai, pois tem acontecido. Entendem?!

Saúde mental é coisa séria, nossa mente é o nosso centro, se ela não vai bem nada vai bem, nesse Setembro Amarelo vamos mostrar empatia, vamos nos solidarizar com o outro com o sofrimento do outro. Principalmente, vamos ser responsáveis pelas informações que repassamos ou o conteúdo que criamos. 


XoXo!💋

1 Comentários

  1. Isso é muito importante mesmo. Uma vez assisti um filme chamado "Preciosa", o tema (abuso sexual) não é um gatilho para mim, sabe? Nunca tinha sido, mas sinceramente eu queria que tivessem me avisado do quão forte aquele filme era, porque eu passei uns cinco dias mal mesmo, muito triste, desanimada, uma sensação horrível. Desde então o tema para mim é algo mais complicado. Imagino alguém que já sofreu com coisas do tipo assistindo aquilo, é muito dificil e complicado. Os Delírios Literários de Lex

    ResponderExcluir