Resenha | Dear Heart, Eu odeio você! - J. Sterling


Adicione no Skoob

Fui atraída para este livro primeiramente por causa do título e eu sou definitivamente o tipo de leitora que julga um livro pela capa e eu achei que essa era super bonita. 

Jules e Cal são ambos casados ​​com seus empregos e não têm tempo para relacionamentos, para não mencionar que eles vivem a milhares de quilômetros de distância. 
Eles são indivíduos ambiciosos, motivados por suas carreiras, isso os faz não ter tempo para relacionamentos ou assuntos do coração, dedicando todo o seu tempo e energia para progredir e ter sucesso em seus campos escolhidos. Jules vive em Los Angeles e está visitando Boston para um seminário quando eles se encontram e ela se torna instantaneamente atraída por Cal em um bar de hotel. Eles criam um relacionamento instantâneo, passam alguns dias se conhecendo e decidem tentar um relacionamento a distância, se conhecendo com toda a expectativa de um novo relacionamento, mas sem expectativas.
Você conhece milhares de pessoas, no entanto nenhuma delas tem algum real significado. Porém, um dia, você esbarra em alguém, e,de repente, esse alguém significa tudo..
No entanto, o coração é um órgão inconstante que não leva em consideração restrições de distância, tempo ou carreira, e não demora muito para Cal e Jules perceberem que seus corações estão se envolvendo. Com seu relacionamento se desenvolvendo via longa distância, Jules e Cal conversaram, se conhecendo em um nível platônico, conectando-se emocionalmente sem a distração do sexo enquanto tentavam resolver a logística de passar o tempo juntos em um nível físico. Pode trabalhar? Eles querem que isso funcione? Eles estão preparados para fazer os sacrifícios necessários para ficarem juntos? Bem, isso é algo que vocês terão que descobrir por si mesmos.
Nem sempre nós podíamos escolher a quem amar. Às vezes, era um impulso irresistível que nos guiava, uma força gravitacional, algo que não podíamos ver nem controlar, mas que nos arrastava com força na direção de outra pessoa. Claro que nós podíamos tentar resistir. Mas no final o amor sempre vencia, porque não se tratava de uma luta justa. O amor tinha uma arma secreta, um instrumento de poder incomparável para usar contra nós - o nosso próprio coração.
Os personagens secundários apoiaram a história perfeitamente; da amiga louca de Jules, Tami, o lindo companheiro de Cal, Lucas (obrigada a J Sterling por não torná-lo estereotipado) e o doce irmão de Cal, irmão de hóquei. Dear Heart, eu te odeio foi uma leitura que recomendo de olhos fechados! J Sterling criou uma relação tão convincente entre Jules e Cal que  concordei e entendi tudo o que eles estavam passando.
Eu torcia muito para que meu coração sobrevivesse a tudo isso sem ficar perdido de paixão por esse homem.Mas já era tarde demais
J Sterling provou que menos é mais mantendo sua história no caminho certo, proporcionando drama o suficiente para atingir nossos corações e felizmente evitando a introdução de angústia excessiva ou desnecessária. 
Eu acho que realmente me conectei com os personagens porque eu pude me relacionar com muito do que eles estavam passando. O conflito pareceu real e comovente quando simpatizei com Jules, mas ao mesmo tempo entendi de onde Cal estava vindo. A escrita foi fabulosa. Foi uma leitura fácil e fluída. J Sterling fez essa história de amor parecer tão simples e natural, mas ela entregou com tanto coração e amor, assegurando que inalamos cada palavra que ela escreveu. 

FICHA TÉCNICA

Dear Heart, Eu Odeio Você!

Título: Dear Heart, Eu Odeio Você!
Autora: J. Sterling
Ano: 2017
Páginas: 288
Gênero: Romance
Editora: Faro Editorial


XoXo!💋

1 Comentários